Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Tecnologias de Rede > Linhas de Pesquisa - DTR
Início do conteúdo da página

Linhas de pesquisa – DTR

Publicado: Quarta, 10 de Dezembro de 2014, 15h39 | Acessos: 1870

Links relacionados:

Atividades de P&D são essências à expansão da tecnologia de redes de computação e de telecomunicações. O DTR do CTI vem se capacitando em atividades de pesquisa e de inovação além de atividades de prospecção de novas oportunidades tecnológicas na sua área de atuação. Estes esforços visam melhorar a cobertura e qualidade dos serviços prestados destas redes de computação e de telecomunicações. Por outro lado, a utilização de sensores e microssensores conectados em rede é hoje uma realidade tecnológica. Esta associação provê a viabilidade para a instrumentação, monitoração e o controle telecomandado dos mais variados serviços à sociedade. Entretanto, a utilização desses dados requer o desenvolvimento e a aplicação de tecnologias complementares para a coleta e a validação dos dados coletados.
As principais linhas de pesquisa da DTR já definidas para o período de 2015-16 contemplam os seguintes subprojetos:
Prospectar a possibilidade de desenvolvimento nacional e utilização de sensores ambientais com tecnologia própria. Em particular será investigada a utilização de sensores para pequenos deslocamentos e vibrações superficiais do solo visando prevenir efeitos catastróficos de grandes deslizamentos do solo e de desbarrancamentos;
Desenvolver estudos e modelos para o levantamento de parâmetros previsões da capacidade de reservas subterrâneas de água em território nacional. Desenvolver pesquisas em aplicações inovadoras a partir de processamento de dados de satélites especiais e de dados hidrológicos e meteorológicos nacionais. Estes estudos visam obter modelos e indicadores de desastres naturais vinculados a mudanças climáticas.
Prospectar tecnologias alternativas de maior governança nacional em redes de comunicação de dados para o provimento de acesso e monitoramento da Rede Nacional de Monitoramento e Alerta do MCTI. Neste sentido será prospectado e testado o uso de redes de satélites de baixa órbita em nuvem. Enfase será dada a utilização da rede dos nanossatélites do INPE.
Pesquisar e desenvolver uma versão preliminar de um aplicativo para “smartphones” visando a emissão, pela Rede Nacional de Monitoramento e Alerta do MCTI, para a população local, de alertas regionais de prevenção de desastres naturais.

registrado em:
Fim do conteúdo da página