Indústria de bebidas e alimentos se beneficia de patente com tecnologia desenvolvida pelo CNPEM

Coquetéis enzimáticos serão explorados comercialmente por startup de Campinas; chegada ao mercado deve acontecer em até três anos


Diretoria do CNPEM e do CTBE durante cerimônia para assinatura de licenciamento com a TecBeerDois coquetéis enzimáticos, desenvolvidos para a indústria de bebidas e alimentos por pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), estão prestes a receber o passaporte para sair dos muros do Laboratório e chegar ao mercado.
A nova tecnologia enzimática será licenciada para a TecBeer, startup nascida em Campinas (SP) pelas mãos do engenheiro químico e especialista em bebidas, Rubens Mattos. A cerimônia de assinatura do licenciamento de duas patentes aconteceu no campus do CNPEM no dia 18 de junho.

Clique aqui e saiba mais